Timidez excessiva na infância

A timidez excessiva na infância pode afetar o relacionamento interpessoal da criança, podendo afetar até mesmo sua autoestima.

Menina com vergonha

A infância por ser a primeira fase do desenvolvimento humano, ganha grande atenção dos pais e de quem rodeia o indivíduo no ciclo social.

Por ser uma fase de grandes descobertas e interações, crianças que não são expressivas ou até mesmo retraídas, muitas vezes são excluídas ou até mesmo elogiadas pelo bom comportamento.

Mais sobre timidez excessiva na infância

Sintomas da timidez excessiva

Menino tímido em frente sala de aula

O que torna esse comportamento prejudicial ao indivíduo, quando a timidez passa de situacional (que ocorre em situações como falar em público, apresentações culturais, ou mesmo quando se está a primeira vez em um lugar)para fobia ou crônica (quando não há interseção social alguma, nem na escola, nem na família, se privando totalmente do convívio social, preferindo o isolamento e retraimento total.

Lidar com esse comportamento mais contido, ou até mesmo acanhado se torna algo prejudicial em relacionamentos sejam eles sociais, pessoais ou até mesmo amorosos.

Temos como principal sintoma a vergonha, a fuga, o isolamento e em casos extremos até depressão e Síndrome do pânico.

Como tratar a timidez excessiva

Mãe conversando com filho

Primeiramente temos que entender que a timidez é um traço de personalidade, porém quando isso se torna prejudicial deve-se procurar um Psicólogo para tratar desse tipo de comportamento prejudicial.

Conversar com o seu filho, brincar e interagir com crianças da mesma faixa etária, sendo da família ou não, é um grande ajuda. Aulas de teatro, música e dança e esportes, se a criança aceitar a ideia também se torna como intervenções sociais, além de outros benefícios para a personalidade.

A timidez excessiva na adolescência

Em alguns casos quando a timidez excessiva da infância não tem o devido olhar dos pais e se leva para a adolescência acaba se tornando um grande problema.

Adolescente tímida perante colegas de escola

Devido a maior fase de transformações de comportamento ou até mesmo de personalidade em alguns casos podem ter consequências desastrosas, já que os adolescentes precisam lidar com a vulnerabilidade, quando a timidez se torna excessiva fica difícil ou até mesmo impossível entrar no mundo, do qual o indivíduo se encontra.

Para isso, o acompanhamento escolar se torna importante juntamente com a família, como já foi dito a timidez é um traço de personalidade individual não devemos discriminar ou tentar forçar comportamentos extrovertidos desse indivíduo. Entretanto quando se há a observação de que existe algo errado, além de uma boa conversa, procurar a ajuda de um profissional seja ele Psicólogo, Terapeuta Ocupacional ou até mesmo um Psicopedagogo.

30/10/15 por Veronica Ortiz

   

Mais informações por email

Comentar