Regras de trânsito em São Paulo

O trânsito em São Paulo como todos nós sabemos é muito grande e principalmente nos horários de pico, que são os horários onde os trabalhadores estão indo ao serviço e também quando os mesmos estão voltando para casa, é quando milhares e milhares de carros circulam em poucas vias e acaba causando congestionamentos gigantescos.

                       

Uma das grandes causas do trânsito nos horários de pico em São Paulo, são os caminhões de grandes portes que por muitas vezes quebram ou provocam acidentes nas principais vias da capital paulista, e devido a seu grande porte, acabam atrasando todo o trânsito e consequentemente causando imensas filas de carros que estão indo em um mesmo sentido e loucos para chegarem em casa rapidamente.

Visando a melhoria do trânsito da cidade paulistana, o prefeito juntamente com o governo do estado, resolveram modificar algumas leis de trânsito e regras de tráfego para diminuir a quantidade de veículos pesados trafegando nas vias, principalmente na marginal tiête que é onde centenas de milhares de veículos trafegam diariamente, justamente por ela ser uma via ligada à inúmeros bairros da cidade de São Paulo.

Algumas normas foram modificadas, pois os caminhões enfrentam atualmente rodízios para trafegarem na marginal, sendo revezado veículos com placas de final pares ou ímpares, onde em dias alternados eles não podem trafegar nessa área delimitada que corresponde à 100 Km², para que assim o trânsito diminua e o congestionamento seja a cada dia menor.

Alguns veículos urbanos de cargas ou VUC’s como são conhecidos, necessitam trafegar diariamente por essas áreas, pois são veículos responsáveis pelo abastecimento de diversas áreas como mercados, farmácias, frigoríficos dentre outros, e para que seja permitido seu tráfego diariamente independente do final da placa ou o dia de rodízio, o motorista deverá ter em mãos uma liberação que é conseguida na prefeitura de São Paulo, sendo de porte obrigatório dentro do veículo para eventuais consultas em fiscalizações espalhadas nas vias.




Fabiano
28/09/10


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook